Varinha Mágica

Quem na sua infância não se encantou com alguma estória que ilustrava as maravilhas realizadas com o auxílio de uma varinha mágica ou com as lindas viagens num tapete mágico voador?
Poções mágicas das bruxas, feitiços dos feiticeiros, oferendas em algumas religiões, velas aos santos, canções, mantras…tudo envolve magia que só ocorre, só se concretiza através da fé.
Pasme, pois não é só nos contos de fadas que encontramos magia. Podemos acessar nossa magia a qualquer instante!
O processo de desenvolvimento da fé tem um simples começo, que é também o começo da realização da magia.
Tudo começa através do nosso PENSAMENTO!
Eis aí a nossa VARINHA MÁGICA, o nosso TAPETE MÁGICO VOADOR, enfim, eis aí a nossa mais pura MAGIA!
Porém, cuidado! Aprenda a usar esta tão importante ferramenta que está à disposição de qualquer um de nós. Através dos nossos pensamentos podemos atrair qualquer coisa, qualquer situação. Poderemos atrair doenças ou atrair saúde, cura. É só uma questão de escolha. É um processo que exige um pouco mais de elaboração do que nos contos de fadas.
Precisamos aprender a prestar atenção aos pensamentos, construí-los de forma consciente e persistentemente repetí-los, assim vamos atraindo o que necessitamos para o nosso crescimento, desenvolvimento e evolução enquanto SER. Quanto mais atentos e perseverantes, melhores serão os resultados. Se nossos pensamentos e intenções forem baseados no amor, no bem comum, maior será a abundância alcançada. Com esta varinha mágica somos capazes de transformar emoções, sentimentos, palavras e situações. Somos capazes de criar os caminhos da nossa existência!
Temos poder de escolha, logo podemos escolher que tipos de pensamentos devem habitar nossa mente e isto fará com que escolhamos melhor que tipo de emoções e sentimentos queremos desenvolver.
Nosso cérebro acredita no que pensamos! Por isso podemos utilizar nossa varinha mágica para construir nosso tapete mágico voador!
Ao direcionarmos nossos pensamentos com a intenção de nos deslocarmos para algum lugar que gostamos, seja uma praia, floresta, montanha, etc, ao pensarmos no nosso contato com a água, com a terra, com o sol, com o ar, com as flores, com os pássaros, etc, nosso cérebro realmente nos leva a estes lugares, a estes contatos com as devidas sensações e com o que mais criarmos, imaginarmos, nos levando, inclusive a sentir as emoções de ali estarmos! Eis aí nossos pensamentos assumindo as funções do velho tapete mágico voador.
Então utilize sua varinha mágica em seu benefício e em prol das pessoas que necessitam, melhor dizendo, a favor do nosso planeta!
Gratidão!
Shalom!

Rosangela Barcellos Carvalho – 30 Nov 2016

Coração – Alma


Por muito tempo associei meu coração aos meus sentimentos e emoções!
Ao longo do caminho descobri que meu coração está, na verdade, conectado com algo muito maior, com minha alma e mais profundamente com a energia universal, tudo o que É e a Presença Divina em mim. E descobri que meus sentimentos e emoções, estão ligados ao meu corpo emocional, manifestado na maior parte do tempo, pela minha criança interior!
Estas descobertas fizeram cessar sofrimentos, carências afetivas, necessidade de controle, possessividade, e toda ilusão criada. Descobri que quem tem que acolher e sanar minhas necessidades e dores, sou eu mesma, e recebo esta força exatamente de dentro do meu coração. É nele que transmuto tudo isto prá poder manifestar o meu melhor ao todo! Por isto expresso na minha música Criança Interior que ser criança feliz é destino do meu interior. Me abraço, me dou colo, me aconchego com amor. Me entrego à luz do sol, é minha estrela a brilhar, solto meu corpo na brisa, balanço nas ondas do mar!
E hoje não sinto mais uma briga entre razão e emoção, como antes sentia.
Hoje sei que mente e coração precisam estar alinhados, pois como disse o xamã Werner Foster: O coração sabe o que precisamos fazer e a mente sabe como fazer!
Adoro desvendar os mistérios da vida, descortinando as ilusões e me descobrir cada vez mais feliz! Basta SER!
EU SOU!
Shalom!

Rosangela Barcellos Carvalho – 30 Nov 2016

Nossa Origem,Nosso Ser

Do infinito nada surgiu o Grande Mistério, a infinita Consciência, o Divino Ser. Tudo Que É.
Então só havia Tudo Que É, esta infinita Consciência Divina. Porém mesmo infinito e sendo tudo, não havia mais algo neste infinito nada, além desta consciência de SER. Mas ser o quê?
Então este SER se transformou em Não SER. E o infinito nada passou a ser composto por SER e NÃO SER.
No momento em que o SER se transformou em Não Ser para que pudesse se reconhecer, posto que caso contrário não poderia fazê-lo, pois era tudo que era, e não se importou em deixar de ser para dar espaço ao não ser, originou-se o AMOR INCONDICIONAL.
Esta também é a origem da DUALIDADE. Ser, Não-ser; Amor, Medo; Belo ,Feio; etc. Daí que para reconhecer o ser precisamos também experienciar o não ser, daí que só reconhecemos no outro o que está dentro de nós e por isso quando julgamos o outro estamos reconhecendo nós mesmos no outro, e por isto realmente quando apontamos o dedo indicador para alguém para julgá-lo, outros três dedos voltam-se para nós, tipo, cuida do teu rabo que é mais comprido, deixa o rabo do outro prá ele cuidar!
Nesta transformação do SER em Não Ser surgiram os espíritos(complexos únicos de energia) com consciências próprias, mas originados do SER.
E aqui estamos nós com a mesma missão do SER, ou seja, nós nos reconhecermos através de tudo que não Somos e lembrarmos quem somos, ou seja, todos juntos somos Ele, todos juntos somos UM.
A dualidade serve para que através do amor incondicional percebamos que somos UM, que somos o SER, todos juntos somos o SER. Nenhum melhor ou pior que o outro.
Quando cada um se reconhecer Eu Sou, assumirá seu poder de co-criação, terá consciência da sua origem Divina e missão cumprida!

Rosangela Barcellos Carvalho-23 Jul 2017.
In sigths sobre a obra Conversando com Deus, de Neale Donald Walcsh, volume I.